Você se automedica? Cuidado!

Quando aquela dor de cabeça, febre ou aquela tossezinha chata aparece, logo vamos na nossa farmácia particular e nos automedicamos. Mas será que isso é o certo a se fazer?

A automedicação infelizmente é um hábito presente na sociedade brasileira, e pode até solucionar o problema momentaneamente, mas também pode trazer diversas complicações futuras e por isso é preciso estar atento aos perigos. Olha o que pode acontecer:

Mascara outros sintomas

Um dos principais problemas da automedicação é que alguns remédios quando usados para tratamento de alguns sintomas podem acabar mascarando outros. Isso quer dizer que tomar um remédio para febre pode cessar a febre que poderia, por exemplo, indicar que há uma infecção no organismo do paciente e somente um médico poderia identificar esse problema.

Dependência 

Você já ouviu falar em alguém que é “dependente” de algum medicamento? Isso pode acontecer quando o acompanhamento não é feito por um médico que receita os medicamentos nas dosagens certas e devidas para cada caso.

Intoxicação

Alguns remédios são fortes o suficiente para, caso sejam usados de forma indevida, causam intoxicação ao organismo podendo trazer sérias complicações. É exatamente por isso que alguns tipos de medicação, como os tarja preta, só podem ser vendidos com a receita médica.

O correto a se fazer é consultar o médico especializado, ele quem dará o diagnóstico certo e o melhor tratamento a ser seguido.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *