Vamos falar sobre CÂNCER DE MAMA?

 

Embora possa ser um tema difícil de tratar, falar abertamente sobre o câncer pode ajudar a esclarecer mitos e verdades e, com isso, aumentar a chance de enfrentamento da doença.

No Brasil, o câncer de mama é uma das causas de morte mais comuns entre as mulheres de 35-54 anos e é o tumor que mais causa mortes entre as mulheres.

Para 2016, o Inca (Instituto Nacional de Câncer) estima 57 mil casos novos de câncer de mama. Mas você sabia que um em cada três casos de câncer pode ser curado se for descoberto logo no início?

O problema é que muitas pessoas, por medo ou desconhecimento, preferem não falar no assunto e acabam atrasando o diagnóstico.

O que causa o câncer de mama?

Não há uma causa única. Diversos fatores estão relacionados ao câncer, como: obesidade, sedentarismo, consumo de bebida alcoólica, exposição frequente a radiações ionizantes, primeira menstruação antes dos 12 anos e menopausa após os 55 anos, ter feito uso de contraceptivos orais por tempo prolongado e histórico familiar de câncer.

Além disso, o risco da doença aumenta com a idade, sendo maior a partir dos 50 anos.

 

Atenção aos sinais!

O câncer de mama apresenta sinais e sintomas em suas fases iniciais. Detectá-los precocemente traz melhores resultados no tratamento e ajuda a reduzir a mortalidade.

Procure um médico o quanto antes caso perceba: caroço fixo e geralmente indolor, pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito (mamilo), pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço e saída de líquido anormal das mamas.

Lembre-se de fazer um auto- exame pelo menos uma vez ao mês. Olhe, palpe e sinta suas mamas no dia a dia para poder identificar alterações suspeitas.

 

Como prevenir?

Manter o peso corporal adequado, praticar atividade física e evitar o consumo de bebidas alcoólicas ajudam a reduzir o risco de câncer de mama. A amamentação também é considerada um fator protetor.

 

Estou no grupo de risco elevado, o que devo fazer?

Para mulheres com risco elevado para câncer de mama, recomenda-se que conversem com seu médico para avaliação do risco e a conduta a ser seguida.

 

Mamografia

A mamografia é uma radiografia das mamas, realizada por um equipamento de raios X chamado mamógrafo, capaz de visualizar alterações suspeitas.

Além do raio X, também tem a ultrassonografia das mamas, que é muito eficaz no diagnóstico.

O INCA (Instituto Nacional de Câncer) recomenda que mulheres de 50 a 69 anos façam uma mamografia de rastreamento a cada dois anos.

Já a mamografia para avaliar uma alteração suspeita na mama é chamada de mamografia diagnóstica e poderá ser feita em qualquer idade.

No Brasil, os exames aumentaram em 37% no comparativo entre 2010 e 2016. Na faixa etária de maior incidência (50 a 69 anos), o crescimento foi de 64%.

 

Desconto em ultrassonografia da mama!

 

Durante todo o mês de outubro, a ultrassonografia da mama terá um preço especial para as mulheres atendidas no Rocha Lima, queremos ajudá-la ao máximo, pois entendemos que prevenção sempre é o melhor caminho.

Esperamos por você!

Fonte: Inca (Instituto Nacional de Câncer) e Ministério da Saúde. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *